Clínica La Sensitive

Médico da Dor

O médico da dor é um especialista que vem ganhando cada vez mais campo na medicina atual, visto que esse é um tipo de condição que afeta diretamente a qualidade de vida das pessoas envolvidas.

A medicina da dor, portanto, pode auxiliar bastante as pessoas que por muito tempo sofreram com esse problema sem que um tratamento específico fosse capaz de ajudá-las a ter uma vida melhor.

Para saber tudo sobre o assunto, que pode ajudar a tratar problemas como a dor de cabeça, dor lombar, dor cervical e dor no nervo ciático, não deixe de acompanhar esse texto até o final!

A medicina da Dor

A dor trata-se de um sintoma que há milhares de anos é relatado pelas pessoas e também dentro da literatura médica de qualquer país.

Entretanto, a medicina da dor, ou seja, a especialidade médica que ajude a tratar e controlar a dor é algo ainda bastante recente.

A dor, até pouco tempo atrás, era considerada como sendo nada mais do que apenas um sintoma de diversas doenças e por isso mesmo não havia um foco direto sobre ela.

A partir da complexidade da vida moderna, a dor, como condição, passou a ser vista como sendo um problema em si e não somente um sintoma de qualquer doença.

Por isso, ela requer um conhecimento bem mais especializado para que seja realizada a sua avaliação e o seu tratamento de maneira eficaz.

A medicina da dor, que também é conhecida como sendo a “medicina intervencionista da dor”, tem como objetivo principal alcançar o controle e a redução da dor que uma pessoa sente.

O objetivo é conseguir ajudar o paciente a ter uma qualidade de vida maior e ser mais funcional sem a dor crônica, de modo que ele possa ser bem mais produtivo.

Isso porque essa dor crônica acaba prejudicando bastante as pessoas, que não conseguem mais fazer suas atividades diárias, possuem dificuldade em concentrar-se e, muitas vezes, sequer conseguem sair de casa.

É aí que entra a importância do médico da dor, que a partir do conhecimento adquirido e da experiência na clínica irá poder atuar de maneira especializada.

O profissional vai poder determinar quais os recursos mais indicados para se ter a garantia de que o tratamento realizado vai poder atender às necessidades do paciente e como irá ser inclusa nas possibilidades em cada um dos casos.

O tratamento da dor: Ele deve ser interdisciplinar

As opções que estão disponíveis para que se possa realizar o controle da dor são as mais diversas possíveis, mas antes de qualquer coisa é essencial que seja feito um diagnóstico correto.

O paciente deve procurar um médico que tenha uma formação que seja adequada para tratar uma pessoa com dor, ao invés de buscar por um profissional generalista.

O tratamento da dor é dito interdisciplinar porque isso permitirá que os resultados alcançados possam ser muito melhores ao serem feitos por profissionais que sejam especializados nessa área.

Por isso mesmo, cada vez mais surgem outros profissionais que ajudam no tratamento da dor juntamente com os médicos, como é o caso de fisioterapeutas e psicólogos, por exemplo.

Os profissionais especializados permitirão que haja uma correta orientação e um encaminhamento adequado para os cuidados diversos no tratamento da dor.

E um desses tratamentos é a realização de bloqueios para tratar a dor da maneira adequada. Veja mais sobre eles no próximo tópico!

Bloqueios para tratamento da dor

Os bloqueios para tratamento da dor nada mais são do que um método muito eficiente para tratar esse problema de diferentes formas.

O bloqueio ajuda a tratar as dores em ligamentos, nos nervos, nos tendões e na cavidade articular, sendo injetado para isso substâncias tais como analgésicos e corticoides, além de outras mais.

Esse tipo de tratamento é muito eficaz no alívio das dores agudas, sendo que ele traz um ótimo efeito analgésico e gera efeitos colaterais bem menores do que outros métodos constantemente utilizados.

O bloqueio para tratar a dor pode ser utilizado em diferentes situações, tais como:

  • Ele pode ser um ótimo complemento no controle da dor
  • Ele oferece um grande alívio da dor presente em uma determinada região
  • Ele pode ser usado no diagnóstico ou prognóstico para o bloqueio neurolítico
  • Além de vários outros!

Os bloqueios usados para tratamento da dor podem ser realizados de diferentes maneiras, como dito, mas o mais importante é que ele sempre passe antes pela aprovação de um médico especialista.

É o caso do neurocirurgião, visto que o tratamento irá alcançar diretamente o sistema nervoso, para garantir que a dor seja controlada ou reduzida.

A presença de um profissional especializado e que seja responsável pelo tratamento se faz essencial para garantir uma maior segurança e proteção aos pacientes, além da garantia de bons resultados.

Tipos de tratamento para a dor

Agora, você vai conhecer mais a respeito de alguns tratamentos que um médico da dor pode recomendar de acordo com cada caso.

A partir daí, ficará muito mais fácil que você consiga alcançar o resultado desejado para reduzir ou controlar a dor que está sentindo.

Terapia Craniosacral

Um dos melhores métodos de tratamento da dor, sem nenhuma dúvida, é a terapia CranioSacral, um método bastante suave de diagnóstico e de correção que visa encorajar nos próprios mecanismos naturais de cura do nosso corpo.

Com isso, ele visa dissipar de vez todos os efeitos negativos que o estresse exerce sobre o nosso sistema nervoso central.

Essa terapia ainda ajuda a beneficiar mais a saúde global e aumenta muito a resistência às doenças, e por conta dos seus efeitos muito positivos sobre as mais diversas funções do corpo, ela é capaz de vez mais praticada.

É grande o número de profissionais que busca especializar-se nesse tipo de terapia, como médicos, fisioterapeutas, psiquiatras, terapeutas ocupacionais e corporais, psicólogos, entre outros mais.

Manipulação Visceral

A manipulação visceral faz uso de um toque suave com o intuito de conseguir buscar pelos padrões alterados e conhecer quais as origens das dores e das disfunções que acometem o nosso corpo.

Quando essas origens e os padrões alterados são encontrados, então a manipulação visceral visa tratar todos aqueles tecidos que estão relacionados com a disfunção.

O tratamento através dela consiste, principalmente, em realizar uma leve compressão, a mobilização e o alongamento do tecido mole, e quanto mais o problema vai sendo liberado, mais os sintomas passam a diminuir.

A situação visceral é diferente para cada uma das pessoas, por isso mesmo que o número de sessões necessárias dessa terapia variam muito.

Algumas pessoas podem necessitar até de um tratamento adicional, mas em geral é possível notar melhores dentro das primeiras 3 e 5 sessões.

Reabilitação Vestibular

A reabilitação vestibular trata-se de uma das principais formas de tratamento para vertigens, sendo nada mais do que um conjunto de exercícios que são programados e totalmente personalizados.

Assim, eles estarão de acordo com as necessidades daquela pessoa que é portadora de uma disfunção vestibular e ela vai poder realizar o tratamento em casa ou no consultório do profissional.

O acompanhamento do tratamento dura entre 3 a 4 meses, permitindo assim que ele possa voltar a realizar qualquer tarefa em seu cotidiano que antes era impedido.

Microfisioterapia

A microfisioterapia é mais uma opção de tratamento contra a dor, consistindo em uma técnica manual que tem origem francesa.

Nessa forma de tratamento, o objetivo do profissional é conseguir encontrar nos pacientes aquelas marcas que mostrem os eventos agressores que não foram eliminados pelo próprio organismo.

São esses eventos que geram os sintomas das doenças e quando as áreas corretas são estimuladas, fica mais fácil começar a autocorreção do próprio organismo, de modo que ele possa eliminar as marcas em questão.

O nosso corpo tem a capacidade de adaptar-se, de defender-se e de corrigir aqueles eventos agressores que forem emocionais, traumáticos, tóxicos, entre outros.

Em alguns casos, entretanto, a agressão é bem maior do que as próprias possibilidades de defesa desse organismo, fazendo com que o tecido do corpo e a sua vitalidade sejam prejudicados.

O objetivo da microfisioterapia então é, através das técnicas bastante específicas da micropalpação, buscar esses traços que foram deixados pelas agressões nos tecidos do nosso organismo.

A ação manual ajuda a corrigir os problemas e evitar que os tecidos se degradem, auxiliando na restauração da sua função normal.

Conclusão

Como você viu, a dor já foi considerada apenas um sintoma comum a várias doenças, mas hoje já se sabe que ela precisa ser tratada de maneira direta e por isso a medicina tem se especializado para gerar tratamentos específicos.

Neste texto, você conheceu mais a respeito da medicina da dor, de como ela é importante para garantir um retorno do bem-estar e da qualidade de vida das pessoas.

Mais do que isso, foi possível conhecer aqui alguns tratamentos contra a dor que são muito eficientes, desde que sejam colocados em prática pelos profissionais certos.

Gostou do artigo de hoje sobre o que é o médico da dor?